"está tudo bem?"

16:55


Ás vezes precisamos de um tempo só nosso. 
E com tempo só nosso não quero dizer que é, parar e fazer aquilo que gostamos, que achamos legal, parar um pouco com a rotina, a corrida do dia a dia, fazer o que queremos pra nos sentirmos felizes. Não. Com tempo só nosso eu quero dizer que precisamos parar, sentar ou deitar num cantinho, respirar fundo, espirar forte, e pensar, analisar, se perguntar: "está tudo bem?", olhar e sentir bem no fundo de nós mesmos, observar a alma, a mente e ver se tá tudo certo.

Hoje em dia é tudo muito corrido. Nós temos rotinas, rotinas são coisas que necessitamos fazer todos os dias, sem mudar nada, isso não é horrível? Ocupar nosso tempo, nosso precioso tempo com coisas que de alguma forma precisamos fazer? E onde está o nosso se conhecer? Crescer é isso, é deixar de aproveitar tanto a vida e passar a vivê-la seriamente, com sabedoria, pensar que não se deve fazer isso porque comprometerá aquilo no futuro, e vice verso. 

Pare um pouco. Se analise e se pergunte: "está tudo bem?".
Precisamos parar um pouco pra chorar aquilo que não choramos, esvaziar o nosso estoque de lágrimas, parar um pouco e pensar o quanto você ficou estressada com tal coisa, e não disse nada, parar um pouco e pensar que fez o contrário, e se estressou com algo que nem era tudo isso, parar um pouco e pensar que você não disse eu te amo pra alguém, não deu tantos abraços, não sorriu tanto, apenas sobreviveu.

E deixo aqui minha pergunta: Você está vivendo, ou sobrevivendo?
São muito distintas uma da outra, pare um pouco pra analisar.
Faça um pouco de cada.
Sobreviva, e faça a sua rotina, você precisa dela não é mesmo? Ela te mantém ativa, te mantém em movimento, te mantém pensante. Te mantém. 
E viva, faça aquilo que gosta, ou simplesmente faça nada. 
Mas acima de tudo hora ou outra pare e se pergunte: "está tudo bem?".


Muita calma nessa alma vai ficar tudo bem...Muita calma nessa alma, lembre-se de quem vc tem...:
  • Compartilhe:

PLAY: Boudoir

17:08


Oi oi
Recentemente eu estava pesquisando muuito sobre a fotografia, e descobri um estilo que eu sempre amei e não sabia o nome, sabe quando você gosta de uma música e não sabe o nome dela? Mas canta de cor e saltiado, imagina a sensação de descobrir o nome dela, a minha é semelhante, descobri que o nome do estilo fotográfico que sempre amei se chamava Boudoir

Apesar de possuir mulheres ás vezes até mesmo sem roupa alguma, o boudoir é bem diferente dos ensaios nús. Gosto de dizer que ensaios boudoir são tipo, mostra e não mostra, ele deixa aquele gostinho de quero mais, sexy sem ser vulgar, boudoir transmite a beleza da mulher de forma simples. Algumas fazem esse tipo de sessão para agradar alguém, ou até mesmo para si agradar. Gosto do boudoir por transmitir beleza e sensualidade, e ainda por cima, fotógrafos que fazem fotos nesse estilo evitam fazer edições exageradas, pois querem transmitir a beleza da mulher como é, sem "photoshopar". Admiro isso. 

Assim como os ensaios boudoir, essa playlist transmite sensualidade, elas possuem essa pegada mais sensual sabe? Eu super usaria músicas assim em um ensaio do estilo. 50 tons, me inspirou para a maioria das músicas, as minhas maiores descobertas criando essa playlist foi conhecendo o cantor Boy Epic (que só faz músicas com essa pegada sensual), e a maior de todas: Ansel Elgort como cantor, ele é o Augustus Waters de A culpa é das estrelas minha gente, e ó, canta muito. 

Ouçam a playslist e não deixem de me contar qual a música preferida e claro, o que vocês pensam sobre o ensaio boudoir. E por favor, caso esteja tendo algum erro com a playlist me avisem, esse post era para sair a muitas semanas atrás, mas demorei encontrar um site bom pra isso, que não fosse o spotify, sem dizer que o site ficou dando erro de login e código toda hora, tive que dar meus pulos, mas não deixei de publicar! Espero que gostem. Ahhh, fiquem super a vontade para sugerir ideias de playlists viu <3 

Você pode ouvir a playlist nesse link: PLAY: BOUDOIR, ou abaixo: 








  • Compartilhe:

6 on 6: Livros | 5 livros que eu indico a leitura

06:05

Neste mês, eu e outras blogueiras damos início a um projeto super amor de fotografia, o 6 on 6. Pra quem ainda não o conhece ele funciona assim: todo mês nós escolhemos um tema e postamos 6 fotos sobre ele todo dia 6 do mês. Simples! 

O tema desse mês foi: livros, e além de trazer 6 fotos eu quis fazer dessa postagem uma indicação para a leitura. Eu não tenho muitas opções de livros, porque eu não sou de comprar muito, mas dos poucos que tenho decidi escolher os mais atrativos. Tenho certeza de que se vocês lerem esses livros vocês vão gostar bastante!!! Aproveitem esse post que fiz com muito carinho e amor <3


O PEQUENO PRINCÍPE: Sempre que me pedem pra falar de um livro, o pequeno principe está na lista. É um livro destinado para crianças, mas encantou a pessoas de todas as idades, além de ser um livro com uma história incrível e cativante, tem uma arte incrível, amo analisar todo o trabalho gráfico de um livro, e pequeno principe sempre me encantou nesse requisito. Você pode ler ele em um dia, é uma leitura simples e leve, nada confuso, sem dizer a tamanha reflexão que ele nos trás, capítulo a capítulo.


QUEM MEXEU NO MEU QUEIJO: A princípio, quando peguei esse livro pela primeira vez achei que seria mais um daqueles livros chatos, enche linguiça, mas assim que comecei a ler ele arrependimento bateu na porta. "Quem mexeu no meu queijo" é pura reflexão! Ele te faz pensar muito na vida e nos nossos feitos, como a gente olha pra vida e como a gente faz as coisas, e que as vezes é necessário parar, analisar como estamos e tomar uma atitude sobre isso. De inicío confesso que ele é meio confuso, acho que é por causa do nome dos personagens serem tão semelhantes, mas ao longo da leitura, você consegue ir assimilando e a leitura flui. É um livro pra ler, e passar o aprendizado adiante.


O SEGREDO DO VIOLINISTA: Esse livro confesso, é infantil, kkkkk Mas gente, ótimo. O motivo por eu indicar esse livro é porque ele é muito interessante, você começa a ler e continua lendo pra ver o final da história. Juro que fiquei apreensiva pra ver o final kkk Uma leitura super rápida, em uma manhã você o lê, já que possui capítulos curtos. Ah, sem esquecer as artes no inicío dos capítulos.


CONFIE EM MIM: Esse foi o primeiro livro que comprei do Harlan Coben, desde então meu autor favorito, "confie em mim" conta diversas histórias que de certa forma se interligam, mas acima de tudo passam a mensagem de confiança, confiar nos amigos, nos filhos e principalmente na família. É um livro cheio de segredos que se desenrolam ao longo da leitura, e que apresenta um final inesperado. Bem estilo Harlan.


CILADA: Esse também é do Harlan <3, porém é o meu preferido de todos que li até agora. Olha o prólogo: o treinador está no treino do seu time quando recebe uma mensagem da "sua garota" pedindo para que ele o visite com urgência. Ele vai as pressas vê-la e quando chega no lugar, a casa está fechada e escura, quando entra dentro da casa é surpreendido por câmeras e uma jornalista em uma transmissão ao vivo que rapidamente o acusa de assédio, ele foge correndo da casa, agindo como suspeito. Aliás não é só isso, na cidade há um caso de uma garota desaparecida que ao que tudo indica tem ligação com o treinador. É um livro de puro caso criminal, quem gosta do gênero vai amar assim como eu. Ah, você corre o risco de ficar desesperado para ver o final, que por sinal, super inesperado. Gosto desse livro porque você começa a ligar os pontos junto com os policiais. Amo <3


Bom gente, eu dei apenas uma prévia do que são os livros, porque eu ainda quero trazer resenhas detalhadas deles, os li a muito tempo e esses são algumas coisas que ainda me lembro de quando os li. Espero que tenham gostado das fotos! Comentem quais vocês acharam mais interessante ^^

E não se esqueçam de conhecer o "6 on 6: livros" das meninas! (só clicar em quem quer visitar)


  • Compartilhe:

Dicas sobre a faculdade à distância, de acordo com a minha experiência.

15:04

Recentemente houve as inscrições para o SISU e para o PROUNI, há quem conseguiu uma vaguinha em uma faculdade (que goste ou não), e há quem infelizmente aguarda as próximas chamadas, e esperam uma luz pra reerguer o ânimo. Eu digo reerguer o ânimo porque ano passado passei por essa fase: fiz ENEM no ano retrasado, terminei o ensino médio super confiante de que iria direto pra uma faculdade, saiu as notas do ENEM, tive minhas duas escolhas do SISU recusadas por serem uma nota que não atingia o necessário, e de repente toda a minha super confiança morreu, me vi sem chão, e ali tomei um baita choque de realidade. Entrar para uma faculdade não é fácil.

Mas é claro, não fiquei parada não, pensei comigo que se eu parasse de estudar, eu perderia o gosto pela coisa, e quando surgisse a oportunidade eu poderia não querer mais, foi aí que encontrei um método alternativo: EaD, ensino a distância.

Hoje em dia eu não faço mais, tive uma pequena experiência de 8 meses com o EaD, mas o suficiente para auxiliar e dar umas dicas para quem quer fazer dele um plano B. As dicas eu vou dar de acordo com a minha experiência, de acordo com o polo que eu escolhi, nem todos os polos agem da mesma maneira, enfim, vocês vão entender:

A primeira dica que dou é superimportante: conheça o polo que você quer estudar. Com conhecer o polo eu quero dizer para você conhecer como as coisas funcionam, se tem aula presencial, se é apenas online, como entrar em contato com os professores, as provas, como funciona o site de estudo, aliás, peça para ver o site de estudo, explicar como ele funciona, analise se não é confuso. Um dos principais motivos por eu ter desistido da EaD foi o próprio site onde eu estudava, eu não tinha aulas presenciais, ia apenas a cada três meses fazer as provas, que aliás, nada haver com o conteúdo que eu estudava (o conteúdo era 1+1 e a prova era báskara, por exemplo), então ou eu estudava em casa, ou eu estudava em casa. Pesquisem, não levem em conta a oferta e os descontos, fale com alguém que esteja fazendo faculdade por lá, acreditem, vai ajudar muuito.


Criar uma rotina de estudos é fato, não há quem faça uma faculdade online que não tenha uma rotina, de hora x a hora y você estuda, e depois você faz outras coisas, aconselho desligar celular, TV, música, e se auto proibir de abrir uma nova guia na internet, hora de estudo é hora de estudo e só. Os primeiros dias são tranquilos, você está animado, uma semana depois vai cansando, você olha pra tela, vê a pessoa lá falando e falando, letras e mais letras, vai dando um sono, uma preguiça, e ainda falta um tempão pro seu horário de estudos acabar, parece tenso, mas é a verdade. É necessário muito ânimo, então se organize, escolha um horário em que você vai estar mais animado, e crie métodos para manter-se focado como, por exemplo, banho antes de começar, e muito café.

Outra coisa pra quem pensa em fazer a online, é que você precisa gostar de vídeo aulas. Outro motivo pelo qual não me dei bem foi a falta da presença de um professor, foi com a EaD que vi que eu funciono apenas como professor na minha frente, calor humano sabe? Kkk Então você precisa gostar de ver vídeos de pessoas falando e gesticulando por umas horinhas, vão ter vídeos legais, que te prendem do inicio ao fim, e vão ter os chatos que vão te fazer pensar em comida enquanto assiste. Mas a pior parte disso é não poder fazer perguntas, conversar com o professor, tirar dúvidas entre outras coisas, você precisa anotar e, ou perguntar online por chats, ou esperar a aula presencial (caso tenha), ou como no meu caso, ir até o polo e encontrar um professor e perguntar.



Para as coisas não parecerem tão obscuras, o EaD tem seu lado bom: você pode entrar a hora que quiser, então caso você tenha alguns compromissos ainda será possível manter as aulas em dia, mesmo que aconteça dentro do horário de estudos, em um tempinho livre dá pra dar uma estudada, tranquilo.

Aliás, não acumule conteúdos, parece uma dica boba, mas uma hora vai acontecer, a gente sempre pensa “deixa pra outro dia”, e de dia em dia, quando você vai ver é tarde. Confesso que tive os meus momentos, e pela experiência, não recomendo acumular. Essa dica entro no requisito: rotina de estudos, não a quebre, ela é essencial.

E por último, mas não menos importante, não exagerar. Tudo que é feito em excesso não é bom. Tudo bem que os estudos são feitos no conforto do seu lar, no seu cantinho, mas não há necessidade de se estudar todos os dias, e se for, uma horinha ou duas que é pra não pesar a mente, e a alma.

É isso, resumi ao máximo toda a minha experiência com a faculdade online. Decidi trazer essa postagem porque tem muita gente que vê o EaD como uma alternativa assim como eu, e vai sem ter noção nenhuma de como funciona. Foi uma experiência legal pra mim, ocupei minha mente, aprendi algumas coisas, não foi algo tão perdido assim. Espero que eu tenha ajudado a quem pensa em entrar, e a quem já entrou e está no inicio de tudo.

Conte para mim sua experiência com o EaD nos comentários.
Beijos ^3^

  • Compartilhe:

Para aqueles que estão subindo ou descendo na montanha russa da vida.

10:11


Eu sempre acreditei que tudo tem o seu tempo. Nós sempre possuímos vontades, desejos, e na maioria das vezes queremos que tudo aconteça de imediato, mas gosto de pensar que se algo que eu quero, não acontece é porque não é a hora ou porque eu não preciso. Querer é diferente de precisar, e saber reconhecer isso já ajuda a tornar a vida mais leve e melhor.

Durante muitos anos, mesmo acreditando que tudo tinha seu tempo, eu ainda assim desacreditava um pouco dessa teoria. Principalmente, naquela fase da vida em que tudo parece dar errado, todos nós passamos por essa fase milhares e milhares de vezes, e por todos esses milhares desacreditei, mas aí a maré abaixava e a frase parecia fazer sentido de novo. Só que agora as coisas que eu queria que acontecessem lá atrás, aconteceram quando eu menos esperei, e então a frase parece fazer todo o sentido. Mas agora de verdade.

Tudo tem o seu tempo.

Sabe aquela frase: “é preciso passar pela tempestade para que haja o arco-íris”? A vida se baseia nisso, maus momentos, bons momentos, maus momentos, bons momentos, tipo uma montanha russa que sobe e desce. Só que a gente nunca sabe se vai durar muito, ou se vai durar pouco. 

Eu sei que chega um momento em que todos nós passamos por fases horríveis nessa nossa estrada da vida, ás vezes dá vontade de desistir, mas ás vezes é apenas difícil e damos uma pequena parada na caminhada, mas saiba que se você passa por isso, é porque você vai precisar do aprendizado dessa luta lá na frente.

Com a fase difícil, tente retirar dela aprendizados.
Com a fase boa, aproveite o quanto pode. 

 "A vida é uma montanha russa. Você pode gritar cada vez que houver uma descida, ou você pode jogar as mãos pro alto e curtir." -Autor desconhecido
  • Compartilhe:

O meu primeiro Olá e um pouco sobre tudo isso

15:37

Olá
Sejam muito, muito bem vindos ao meu cantinho na internet. O meu nome é Brenda e quero fazer desse blog um lugar a onde posso compartilhar assuntos, desde os importantes, até os que são apenas pra descontrair. Eu dei o meu nome a ele, por um motivo muito simples: é um espaço onde falo de coisas não tão específicas. apenas de coisas do modo Brenda de ser. 

Essa não é a primeira vez que crio um blog, sou blogueira a mais de cinco anos, e durante todo esse tempo tive muitas idas e vindas, errei, errei, acertei algumas, desisti de outras. Acontece que estamos sempre em uma mudança constante, o meu pensamento de hoje, não é o mesmo de uma semana atrás, então dos meus 14 até agora, eu mudei e muito, o mesmo aconteceu com os blogs. Sempre criei blogs com o objetivo de ser uma extensão de mim, um lugar para compartilhar o que eu penso, e com o tempo, o que eu penso muda, minha personalidade mudou e os blogs também. 

Mas o que vai diferenciar esse blog dos outros?

Enquanto escrevo esse texto estou com 18 anos, muita coisa aconteceu na minha vida recentemente, muitos sentimentos e vontades estão ocultos aqui e criei o blog pra me aliviar, porque ele me alivia, eu sei que, a mudança de personalidade pode bater na porta de novo, assim como a vontade de desistir por achar que tudo isso é errado, mesmo quando por um momento achei ser certo, mas eu quero do fundo do meu doce coração que esse blog, dessa vez, funcione. Eu vou mudar e eu sei disso, mas eu quero estar aqui quando isso acontecer, pra poder ver como eu era, e como eu fiquei. 

Talvez, esse post ou outros que surgirão aqui no blog não façam muito sentido para alguns leitores que passarem por aqui, mas eu espero que alguém, em algum momento se identifique, se encontre aqui comigo e que possa comentar e dizer pra mim o que pensa. É isso o que eu quero! Quero encontrar pessoas que me entendam, e quero ser a pessoa que irá entendê-los. 

Eu poderia fazer um textão enorme sobre meus objetivos com o blog, mas eu quero que vocês leitores possam entender isso com o tempo, assim como eu. Mas desde já agradeço a visita de cada um, peço para que comentem e falem comigo, eu vou amar receber uma mensagem de vocês.

Beijos! ^3
  • Compartilhe: